retornar

Convento do Carmo (Rio de Janeiro, RJ)


Outros Nomes:Casa à Praça Quinze de Novembro, 101


Descrição:Denominado de Terreiro da Polé, onde em 1590, frades carmelitas iniciaram a edificação de suas residências, passou a denominar-se Terreiro ou Praça do Carmo. Inicialmente com dois pisos, a construção foi depois acrescida de mais um terceiro. Apresenta no térreo, janelas que ladeiam a porta principal de verga curva, a que correspondem dos dois outros pavimentos, igual número de janelas rasgadas e sacadas com bacias de cantaria e guarda-corpos de ferro. Entre o edifício do convento e a igreja localizava-se a torre sineira, ao pé da qual havia uma porta de entrada, precedida esta por um copiar. Para os fundos, para o jardim claustral, que se estendia até a Rua Detrás-do-Carmo, atual Rua do Carmo, a edificação se abria, no térreo, por meio de arcadas de cantaria e, nos demais pisos, por janelas de peitoril. Ali ainda aparecem os primitivos e fortes gigantes de alvenaria, colados à fachada, entre os vãos. A iconografia da edificação no aspecto primitivo é extensa, compreendendo desenhos e gravuras de Ender, de Debret, de Victor Froud, etc., fotos de Ferrez e, na vista panorâmica da cidade, de Burchell, aparece a fachada dos fundos da edificação, voltada para o antigo jardim claustral. Restaurada, a edificação retornou, no que foi possível, à sua feição original.


Uso Atual:Faculdade Cândido Mendes


Endereço: Praça Quinze de Novembro, 101 - Rio de Janeiro - RJ

Livro Histórico
Inscrição:375 Data:31-7-1964
     
 

Nº Processo:0689-T-62